Mercedes-Benz Bus Club

Conteúdo para quem é apaixonado por ônibus

Os benefícios no uso de câmeras

Os desafios para começarmos a chamada “nova normalidade” são grandes, e para isso devemos conhecer todas as possibilidades de usarmos as tecnologias. Neste post, vamos mostrar como as câmeras de monitoramento nos ônibus podem ajudar no gerenciamento do transporte público, fretamento e outros segmentos.

As CFTV (Circuito Fechado de TV) embarcada em ônibus foram criadas com o objetivo de melhorar a segurança interna e externa contra assédio, perda de documentos, objetos e outros conflitos. As câmeras externas auxiliam no entendimento de infrações de trânsito e acidentes, cumprimento de rotas, entre outras funcionalidades.

Para evitar aglomerações

Mas, com a pandemia da Covid-19, as câmeras podem ser grandes aliadas para administrar o transporte no sentido de evitar aglomerações nos pontos e no interior dos ônibus, enviando informações em tempo real para que gestores possam tomar a decisões mais assertivas ao ampliar o número de veículos em determinadas linhas.  

Em Bogotá, na Colômbia, por exemplo, já há alguns anos, os gestores do TransMilenio utilizam câmeras nos pontos de ônibus para saberem se a frota precisa ser aumentada em razão do aumento de pessoas nos pontos. Os gestores públicos de transportes coletivos também já vêm regulando e especificando o uso de tecnologias embarcadas em ônibus, e nas grandes cidades o uso vem crescendo bastante.

Novas tecnologias

No entanto, é possível ir além com o uso de Inteligência Artificial (IA), Big Data (alta capacidade de armazenar e usar dados) e Analytics (inteligência analítica). O gestor da transportadora de passageiros pode saber quantas pessoas entraram no ônibus com as imagens e os sensores, inclusive, por parada. Essas tecnologias são mais seguras contra fraudes e no uso de câmeras mais avançadas, que se adaptam rapidamente para mudanças de luz ao anoitecer ou mudança de tempo, como uma chuva repentina.

Muitas das informações já são compartilhadas em grandes cidades com os usuários do transporte público, via aplicativo de celular ou painéis digitais nos pontos. É possível informar qual a lotação de cada ônibus, tempo de chegada no ponto e no destino, horários mais vazios e quais os horários que o ônibus faz o percurso em menor tempo.

Serviços aos usuários

Nas lojas de aplicativos para smartphone, já existem alguns aplicativos que são conectados aos centros de operações de algumas cidades. Com isso, além de pode montar roteiros, é possível visualizar onde estão todos os ônibus que possuem GPS e serviços de telemetria.

No Brasil, algumas empresas já utilizam câmeras para a biometria facial e, assim, evitar fraudes nos sistemas de gratuidade no transporte público. Em Caxias do Sul (RS), para se ter uma ideia, a empresa que tem a concessão na cidade detectou, nos 10 primeiros dias do uso desta tecnologia, 170 tentativas de fraude, como o uso do cartão de idoso por outras pessoas.

Veja também no BusClub