Mercedes-Benz Bus Club

Conteúdo para quem é apaixonado por ônibus

Ônibus como melhor solução para mobilidade urbana

Já imaginou se a gente pudesse sempre dizer “quero ir de ônibus” em vez de “tenho que ir de ônibus”? Com a crescente preocupação para a melhoria da mobilidade urbana, muitas pessoas estão no time que quer melhorias — inclusive você, leitor do blog Busclub.
Todos nós precisamos nos mover pelas cidades. Veja só: o significado mais comum encontrado em diversos dicionários para mobilidade é “facilidade para se mover”; e, para mobilidade urbana, “condição criada para as pessoas poderem se locomover pelas diferentes zonas de uma cidade”.
Assim, concorda que o transporte coletivo é uma necessidade das cidades que não funciona mais com a predominância do transporte individual, mas também que o transporte coletivo precisa ser atraente? Continue lendo que verá o tamanho do desafio, mas que também coisas boas estão acontecendo.

A necessidade de mobilidade levou à domesticação do cavalo

Antes de voltarmos um pouco ao passado, na domesticação do cavalo, confira alguns números ótimos para o próximo bate-papo com os amigos: 
Segundo estudos das Organização das Nações Unidas (ONU), a população mundial cresce em cerca de 83 milhões de habitantes por ano. Hoje, se somos cerca de 7,6 bilhões de habitantes, em 2030 seremos 8,6 bilhões de pessoas. Até aqui tudo bem, pois o planeta tem 148.900.000 km² em terra e 510.000.000 km² considerando toda a superfície. No entanto, outro dado importante para que compreendamos a importância de todos nós nos prepararmos para o futuro da mobilidade urbana é que de 70% a 90% da população mundial morará em centros urbanos. E os 90% são previsões para populações das cidades na América Latina, nas quais nós vivemos. 
As cidades que, nos tempos atuais, já encontram grandes desafios para vivermos (e para nos movermos com razoável conforto), começam a se preparar para os desafios futuros com o conceito de smart city (cidade inteligente) e, principalmente, mobilidade urbana mais inteligente para maior conforto e fluidez. 
A necessidade de mobilidade faz parte de nossa natureza e, por isso, os nossos antepassados, mais precisamente há 6 mil anos, domesticaram o cavalo, segundo estudo da Universidade de Cambridge. Em seguida, eles inventaram a roda, o que possibilitou a criação dos transportes e das cidades até chegar ao mundo que conhecemos hoje.

Profissionais e tecnologias unidos

Se todos nós precisamos nos mover — seja para trabalhar, promover relações comerciais ou sociais —, não temos outro caminho se não melhorar a mobilidade urbana de nossa cidade. O bom é que podemos contar com a ajuda dos avanços atuais que a indústria dos transportes tem alcançado (principalmente a de ônibus), além de outros que estão a caminho. 
Assim, arquitetos, engenheiros, cientistas, ambientalistas, políticos e diversos outros profissionais trabalham para encontrar as melhores soluções para garantir a mobilidade urbana considerando aspectos como conforto, fluidez, segurança, acessibilidade, sustentabilidade, mas tudo dentro de uma conta que todos nós possamos pagar e sem que nenhum de nós seja prejudicado.

O ônibus está presente em todas as necessidades

A indústria de ônibus está trabalhando para isso e a engenharia brasileira de ônibus, seja de chassi, seja de carroceria, é referência mundial — outro motivo para estarmos motivados para trabalhar em prol da melhoria da mobilidade urbana. 
Essa indústria de ônibus tem que desenvolver veículos para uma cidade como São Paulo, a maior da América Latina, com quase 13 milhões de habitantes; e para Serra da Saudade (MG), com menos de mil habitantes, mas que precisa de transporte rural. 
Há muitas soluções prontas e outras em teste para fazer o transporte coletivo de ônibus cada vez mais atrativo, como ônibus tecnológicos, seguros e confortáveis, e modernos como o mundo de hoje, com conectividade por meio de Wi-Fi, carregador de celular, ar-condicionado, acessibilidade, iluminação interna moderna que muda a cor e intensidade conforme a hora do dia, telemetria para o monitoramento e diversos itens de segurança, além de cada vez mais sustentáveis em termos de baixas emissões e reciclagem.

Tudo pode melhorar, mas já exportamos experiências que deram certo

Não só a indústria de ônibus está moderna; a engenharia de tráfego também. Um bom exemplo é o BRT (Bus Rapid Transit), criado em 1974 pelo arquiteto e urbanista Jaime Lerner em Curitiba, capital do Paraná, e hoje é replicado em mais de 300 cidades em todo o mundo. Aliás, em 2010, a cidade de Curitiba foi a primeira brasileira a ganhar o prêmio Transporte Sustentável do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), que tem sede em Nova York. Em 2015, foram as vezes de Belo Horizonte com o BRT Move, e o Rio de Janeiro com o BRT Transcarioca. Mesmo que esses sistemas, atualmente, tenham alguns problemas, o conceito foi provado ser o correto — apenas alguns desvios precisam ser corrigidos para funcionaram conforme as expectativas da população. 
Conte para nós o que mais pode ser feito para todos trabalharmos em prol da mobilidade urbana!

Veja também no BusClub

Nós utilizamos cookies

Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

OK