Ônibus elétricos cada vez mais presentes na mobilidade urbana na Europa

Marca ícone na história do ônibus – o primeiro veículo de serviço regular no mundo é de 1895 na Alemanha – a Mercedes-Benz sempre foi a principal força motriz do segmento, influenciando o desenvolvimento do produto e de suas tecnologias. É natural, portanto, que a estrela de três pontas esteja em evidência no frontal de ônibus elétricos. Este é o caso do modelo urbano eCitaro, já em operação regular em vários países da Europa há dois anos, e que agora ganha a versão articulada eCitaro G.

 

Com mais de 55.500 unidades vendidas na Europa, a linha Citaro é um case de sucesso no mercado. Agora, é também referência quando o assunto é a propulsão elétrica por baterias. Isso já é realidade no sistema de transporte urbano em cidades da Alemanha, Noruega, Suécia, Suíça e Luxemburgo.

 

Em outubro passado, a Daimler Buses recebeu o maior pedido para exportação de ônibus urbanos elétricos eCitaro desde o início de sua produção. A encomenda veio da cidade de Rennes, capital da região da Bretanha no Nordeste da França, e prevê a entrega de 92 veículos entre 2022 e 2025, sendo 59 unidades do eCitaro G articulado e 33 do eCitaro elétrico convencional.

 

Dessa forma, a Mercedes-Benz se destaca no mercado europeu com propulsão totalmente elétrica e livre de emissões, representando um passo importante rumo à melhora da qualidade de vida do transporte nas áreas urbanas.

 

Com o articulado eCitaro G, a marca traz mais uma inovação ao mercado: este é o primeiro veículo de sua categoria a ser equipado com baterias em estado sólido, que podem atingir uma autonomia de até 220 quilômetros em condições adequadas, levando em conta as demandas de velocidade, topografia, carga e condições climáticas amenas.

 

A Daimler Trucks & Buses comemorou, recentemente, mais um marco expressivo no caminho da eletrificação no seu portfólio de veículos comerciais: clientes de várias partes do mundo já rodaram mais de 7 milhões de quilômetros com caminhões e ônibus movidos a bateria e neutros em CO2.

 

Além do eCitaro, o Grupo Daimler acumula experiências de sucesso com caminhões FUSO eCanter produzidos em série para Estados Unidos, Europa e Japão, caminhões Freightliner e ônibus elétrico escolar Thomas Built Buses nos EUA.

 

Em setembro, apresentou ao mercado europeu dois futuros modelos da linha Actros de pesados. O Mercedes-Benz eActros LongHaul é um caminhão elétrico para longas distâncias movido a bateria, com autonomia de cerca de 500 quilômetros, que deverá estar pronto para produção em série em 2024. Já uma versão eActros com autonomia notavelmente acima de 200 quilômetros para uso urbano pesado deverá entrar em produção em série já em 2021

 

Com relação à alternativa dos veículos comerciais elétricos no mercado brasileiro, a Mercedes-Benz já participa de algumas iniciativas no País. A empresa tem parceria com a Eletra e vários ônibus da marca, cerca de 200 trólebus em São Paulo, rodam com a tecnologia elétrica.

 

Os ônibus elétricos vão chegar ao Brasil gradualmente. Porém, a sua utilização terá que passar por infraestrutura adequada, ser economicamente viável e ter uma política de planejamento no País. O objetivo é garantir essa opção muito importante para o futuro do nosso transporte coletivo e da mobilidade urbana livre de emissões.

Veja também no BusClub

Nós utilizamos cookies

Queremos melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao continuar a utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

OK